A ONCF anunciou nesta quinta-feira, 28 de maio, a retomada gradual do tráfego ferroviário a partir de 1º de junho.
(Relatado em Medias24.com)

À medida que a data se aproxima para o relaxamento das condições de quarentena covid-19 existentes, em 10 de junho, um comunicado de imprensa da ONCF anunciou que aumentará, a partir de 1º de junho, o número de trens de transporte rápido de 20 para 40 e que reabrirá as estações de Rabat-Agdal e Salé-Tabriquet.

A prioridade atual do ONCF, segundo uma fonte autorizada, “é fortalecer o programa do eixo ferroviário Kenitra-Casablanca-El Jadida-Settat dedicado ao deslocamento”.

A recuperação começará com o fortalecimento da oferta de trem rápido.

“Sabendo que temos visto um aumento na demanda, dobramos o número de trens respeitando as regras de distância e a taxa de ocupação que não deve exceder 50%.

“Assim, no eixo Casablanca-Rabat, tínhamos 12 trens que foram para 24 e para El Jadida-Settat, passamos de 8 para 16 trens, o que significa que, no total, a oferta passou de 20 para 40 trens.

“Além disso, todas as estações marroquinas foram redesenvolvidas com a implementação de medidas de distanciamento social através de sinalizações dentro das estações ou nas plataformas, sem mencionar a disponibilidade de gel hidroalcoólico em todos os lugares, inclusive nos trens”, confirmou uma fonte.

Questionada sobre a data de retomada do tráfego dos trens da linha (Al Boraq e Atlas) que estão em parada completa, nossa fonte afirma que tudo está pronto, mas que o ONCF está suspenso com a decisão do poder público.

A ONCF está pronta para retomar o tráfego de trens da linha.

“Ainda não sabemos se o dia 10 de junho corresponderá à retomada das conexões intermunicipais, mas se esse for o caso, estamos prontos para atender a demanda respeitando as regras de saúde.